Defesa de radialista Diego Lima publica nota sobre prisão

Em razão de informações infundadas divulgadas por parte da imprensa local, a defesa técnica do jornalista e advogado Diego Lima, vem a público esclarecer alguns fatos sobre o ocorrido com ele no último dia 07/07/2024.

1 – A suposta vítima do caso não é sua irmã e sim uma ex-esposa do seu falecido pai, com quem Diego nunca teve, até então, nenhum tipo de problema, sendo até mesmo advogado dela, o que causou ainda mais surpresa.

2 – O fato apurado não é crime e muito menos violência doméstica, estando inclusive já arquivado pela justiça, por “ausência de justa causa”, ou seja, de qualquer indício mínimo de crime, como bem asseverou o Ministério Público em parecer no dia 19/06/2024, nos autos do inquérito de nº: 802203-76.2024.8.15.2002, que naturalmente não será divulgado por tramitar em sigilo. O parecer foi acatado prontamente pelo Poder Judiciário.

3 – O incidente ocorrido no domingo último foi advindo de um evidente exagero da nobre autoridade policial, induzida à erro por informações falsas, pois Diego, em momento algum agrediu quem quer que seja, tanto é que a justiça desfez tal ato e o soltou, juntamente com seu irmão, com pedido do MPPB. Diego esteve na repartição policial na qualidade de advogado para tentar solucionar um problema entre seu irmão e a senhora Erni.

4 – Diante de tais notícias equivocadas e até maliciosas, só restará a Diego Lima tomar todas as medidas judiciais cabíveis no sentido de provar sua inocência e esclarecer a verdade dos fatos, pois, como a justiça já vem decidindo, crime algum ele praticou.