Força de combate ao crime organizado impede sessão de tortura e assassinato
Compartilhe:
Pin Share

A Força Integrada de Combate ao Crime Organizado (Ficco-PB) conseguiu impedir a consumação de um homicídio que seria praticado mediante tortura nesse sábado (16), na comunidade Porto de João Tota, bairro de Mandacaru, em João Pessoa.

A Ficco-PB é composta por policiais federais, policiais rodoviários federais, agentes da Secretaria Nacional de Políticas Penais (Senappen), policiais civis, policiais militares e policiais penais do estado da Paraíba.

Segundo a Polícia Federal, informações sobre o provável crime foram repassadas ao Centro Integrado de Comando e Controle (CICC). Equipes da Polícia Militar foram até o local imediatamente e cercaram a área onde os criminosos agiriam. Devido à movimentação policial, os suspeitos fugiram do local.

A vítima, que estava debilitada, foi resgatada e recebeu atendimento de profissionais de saúde. Não foram divulgados dados sobre a identidade dela, nem para qual hospital ela foi levada.

A ocorrência foi registrada na Delegacia de Crimes Contra a Pessoa da Capital. “A ação integrada entre as forças de segurança foi fundamental para a preservação da vida e evitou que um crime bárbaro fosse consumado. As investigações continuam para se identificar aos envolvidos”, divulgou a Polícia Federal.

Compartilhe:
Pin Share

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.