Pesquisa mostra Aline liderando para as eleições 2024 em Belém

Se as eleições em Belém, no Brejo da Paraíba, fossem hoje, a prefeita do município, Dona Aline (MDB), venceria com 55,7% dos votos todas as atuais três concorrentes. É o que aponta levantamento realizado pelo Opinião Pesquisas, contratado pela Rede Mais, divulgada nesta segunda-feira (04) pelo Portal MaisPB.

Em segundo lugar na pesquisa estimulada – quando são apresentados opções de candidatos ao eleitor – quem figura é Mirelly Kalinier (Cidadania) com 11,8%, seguida de Renata Cristina (PSB), com 8,6%, e Crisneilde Barbosa (Republicanos), citada por 4,6% dos entrevistados. Nesse cenário, branco, nulo ou nenhum somam 6,4%, enquanto 12,9% estão indecisos ou ainda não sabem em quem votar.

O Opinião Pesquisa também avaliou o cenário espontâneo, quando não são apresentados nomes de candidatos. Nesse quesito, o eleitor fica à vontade para dizer quem vem à sua mente quando o assunto é candidato a prefeito de Belém.

Assim como na pesquisa estimulada, a prefeita Dona Aline também lidera às intenções de votos espontâneos. A gestora é lembrada por 50,4%, seguida por Renata, com 2,1%, Mirelly, com 1,4%, Crisneilde, com 1,1%. Branco, nulo ou nenhum representam 4,3%. Indecisos ou não sabem são 40,7%.

Dona Aline tem 64,3 contra 16,1% de Renata

Num eventual cenário onde a disputa fosse entre a prefeita Dona Aline e Renata, a gestora venceria a eleição em Belém com 64,3%. Já Renata teria 16,1% dos votos. Branco, nulo ou nenhum são 8,9%. Indecisos ou não sabem representam 10,7%.

Dona Aline tem 60,4% contra 22,1% de Mirelly

Na hipótese da disputa ser entre Dona Aline e Mirelly, a prefeita também lidera a preferência do eleitorado de Belém. Nesse cenário, ela tem 60,4% contra 22,1% de Mirelly. Do total de entrevistados, 6,1% disseram que votariam branco, nulo ou nenhum, enquanto 11,4% afirmam estar indecisos ou não sabem em quem votar.

Dona Aline 66,4% X 12,1% Crisneilde

O último cenário avaliado pelo Opinião Pesquisas simula uma disputa entre Dona Aline e Crisneilde, a atual vice-prefeita do município.

Nesse confronto, a gestora tem 66,4% contra 12,1% da adversária. Branco, nulo ou nenhum são 10% e indecisos ou não 11,5%.

54,3% votam “com certeza” na prefeita Dona Aline

A sete meses das eleições municipais de Belém, o Opinião Pesquisas quis saber o grau de convicção dos eleitores entrevistados sobre os nomes postos para sucessão.

Do total de eleitores ouvidos pelo levantamento, 54,3% dão a certeza que votam em Dona Aline, 23,2% dizem que poderiam votar na gestora, 17,5% afirmam que não votam de maneira nenhuma na prefeita e 0,7% responderam que não a conhecem o suficiente para avaliar. Não sabem ou não responderam representam 4,3%.

Quando o nome de Renata é apresentado, 9,3% asseguram o voto nela. Já 29,6% declararam que poderiam votar, 52,9% não votam de jeito nenhum e 3,2% não conhecem a candidata o suficiente para avaliar. Não sabem ou não responderam são 5%.

Do total de eleitores entrevistados, 14,3% responderam que votariam com toda certeza em Mirelly. Por outro lado, 39,3% poderiam votar nela e 32,5% não votariam de jeito nenhum. 10,4% não conhecem Mirelly o suficiente para avaliar e 3,5% não sabem ou não responderam.

Quando a avaliação é sobre a convicção de voto para Crisneilde, a certeza de voto alcança 7,5%. Poderiam votar nela para prefeita de Belém representam 39,3%, enquanto 44,6% não votariam nela de jeito nenhum. 23,2% não conhecem Crisneilde o suficiente para fazer um avaliação. Não sabem ou não responderam são 4%.

A pesquisa Opinião/Rede Mais também quis saber, entre os nomes apontados, qual o eleitor de Belém mais rejeita. Quem lidera a rejeição é Renata, com 26,8%.

A prefeita Dona Aline é rejeita por 9,3% dos entrevistados. Já 8,9% dizem que não votam em nenhuma hipótese em Crisneilde.

Já para Mirelly, o índice é de 5%. Rejeitam todos representam 5% e não rejeitam nenhum somam 45%.

Gestão Dona Aline é aprovada por 80,4% dos eleitores

A gestão da prefeita Dona Aline é aprovada por 80,4% dos eleitores de Belém, no Brejo da Paraíba. É o que aponta a pesquisa Opinião/Rede Mais. De acordo com o levantamento, 9,6% reprovam e 10% não sabem avaliar.