Mulher é presa por se passar como voluntária de instituição e aplicar golpes
Compartilhe:
Pin Share

Uma mulher de 48 anos foi presa, nesta terça-feira (20), suspeita de estar se passando por uma voluntária da Associação Metropolitana para Erradicação da Mendicância (Amem) para pedir dinheiro em nome da instituição. De acordo com a Polícia Civil, ela também responde por posse de entorpecentes, roubos, furto e lesão corporal.

De acordo com a Polícia Civil, a suspeita foi identificada como Ana Paula Leite Gomes. Ela foi presa na sede da Defensoria Pública da Paraíba, onde trabalhava como auxiliar de serviços gerais.

A Amem denunciou o caso à polícia após descobrir que uma mulher frequentava igrejas pedindo dinheiro em nome da instituição. A Polícia Civil afirma que várias testemunhas presenciaram a mulher se passando por voluntária da instituição e pedindo doações em igrejas dos bairros do Altiplano e Centro, em João Pessoa, e na cidade de Cabedelo.

Durante as investigações, a Polícia Civil descobriu que a mulher trabalhava na Defensoria Pública e efetuou a prisão após constatar que a mulher possuía um mandado de prisão em aberto. Na Delegacia de Defraudações, descobriram que a suspeita responde por outros processos criminais, sendo dois casos de posse de entorpecentes, dois roubos, um furto e um caso de lesão corporal.

Compartilhe:
Pin Share

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.