Paraíba cresce 47,5% em empregos formais em novembro, diz Caged
Compartilhe:
Pin Share

Dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego, revelam que o mercado de trabalho na Paraíba mantém um cenário positivo na geração de empregos com carteira assinada pelo quinto mês consecutivo.

De acordo com as informações disponibilizadas nesta quinta-feira (28), foram admitidos 16.477 trabalhadores, enquanto 12.820 foram desligados, resultando em um saldo positivo de 3.657 postos formais.

Comparado ao mesmo período do ano anterior, quando o saldo de empregos em novembro foi de 2.478 vagas, o crescimento registrado neste ano foi significativo, atingindo uma expansão de 47,57%, equivalente a 1.179 postos adicionais.

Setores Contribuintes

Quatro dos cinco setores apresentaram saldo positivo em novembro na Paraíba. O setor de serviços destacou-se, gerando um saldo de 1.969 vagas, seguido pelo comércio, que contribuiu com 1.226 vagas. A construção registrou 389 vagas, enquanto a indústria teve um saldo de 129 vagas positivas. A agropecuária foi o único setor com saldo negativo de 56 postos.

 

No Acumulado do Ano

 

Considerando o período de janeiro a novembro, a Paraíba acumulou um saldo de 20.806 postos de emprego. Esse resultado é fruto da diferença entre os 186.835 empregos criados e os 166.029 desligamentos no mesmo período. Atualmente, o estado conta com um estoque de 471.120 empregos, incluindo os setores de serviços, comércio, indústria e agropecuária, representando um crescimento de 4,62% em relação ao mesmo período do ano anterior.

 

Cenário Regional

 

No contexto regional, a região Nordeste apresentou o segundo melhor saldo positivo de novembro, com 32.589 postos criados, ficando atrás apenas da região Sudeste, que registrou 73.367 postos. As demais regiões tiveram os seguintes resultados: Sul com 26.313 postos, Norte com 4.605 postos, enquanto o Centro-Oeste teve um saldo negativo de 5.281 postos. Em nível nacional, o país fechou o mês com um saldo de 130.097 vagas formais de trabalho, com 1.866 milhão de admissões e 1.736 milhão de desligamentos durante o período.

Compartilhe:
Pin Share

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.