Governo lança iniciativa para bloquear, mais rápido, celular roubado
Compartilhe:
Pin Share

Número 2 do Ministério da Justiça e Segurança Pública, o secretário-executivo Ricardo Cappelli afirmou, neste sábado (16/12), que a pasta vai lançar na próxima terça-feira (19) uma iniciativa para bloquear celulares furtados ou roubados de forma mais rápida. O objetivo do governo é combater o aumento de furtos e roubos dos aparelhos, dificultando o aproveitamento dos celulares após o crime.

“Vamos lançar na próxima terça-feira uma iniciativa que transformará os celulares roubados num pedaço de metal inútil. Com apenas um clique, a vítima enviará um aviso simultaneamente para a ANATEL [Agência Nacional de Telecomunicações], para os bancos, para as operadoras de telefonia e para os demais aplicativos”, escreveu Cappelli na rede social X (antigo Twitter).

O aplicativo deve se chamar Celular Seguro, como já foi citado pelo próprio secretário. Na semana passada, ele se reuniu com representantes de operadoras de telefonia para falar sobre o assunto.

“Queremos que a pessoa vítima de furto ou roubo consiga bloquear rapidamente seu aparelho, sua linha e seus aplicativos bancários com apenas um clique, sem burocracia”, afirmou na ocasião, também pelo X. Cappelli pontuou que os bancos e a Anatel já haviam aderido à proposta.

A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) também está atuando na proposta. A ideia é que o usuário cadastre antes o seu número de telefone no aparelho de outra pessoa de confiança, e quando for furtado ou roubado utilize esse aparelho para fazer o bloqueio célere da linha e das funções do celular.

O ministério já vinha realizando reuniões para discutir o tema. Ainda em agosto, integrantes da pasta estiveram com representantes da Anatel e da Febraban para dialogar sobre uma medida contra o aumento de roubos e furtos de celulares.

Compartilhe:
Pin Share

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.