Desaparecimento de Sophia completa 4 meses e principal suspeito está foragido
Compartilhe:
Pin Share

O desaparecimento da menina Ana Sophia, em Bananeiras, no Brejo da Paraíba, completa quatro meses neste sábado (4). Não há, a princípio, sinais da localização do possível corpo e do único suspeito, Thiago Fontes, que sumiu no dia em que deveria se apresentar à delegacia para prestar novos esclarecimentos.

A Polícia Civil sinalizou que há pistas sobre o possível assassinato da criança e a ocultação do corpo. Mas o caso segue sem um desfecho, já que o suspeito não foi localizado .

4 de Julho: Menina Ana Sophia é vista pela última vez. Ela saiu de casa prometendo encontrar uma amiga para brincar;

5 de julho: Buscas são realizadas no Distrito de Roma para encontrá-la;

10 de julho: Varredura é feita em açude para localizar menina;

14 de julho: 500 pessoas – entre equipes de resgate e agentes de segurança – se envolveram na força-tarefa à procura de Sophia;

11 de setembro: Investigações avançam e Thiago é chamado para prestar depoimento. No entanto, não comparece;

21 de setembro: Polícia pede prisão do principal suspeito do desaparecimento: Thiago Fontes;

22 de setembro: Polícia Civil dá detalhes, em entrevista coletiva, sobre o desaparecimento. Há sinalização de assassinato e suposta ocultação do corpo;

30 de setembro: Familiares e moradores de Roma realizaram um emocionante protesto para pedir justiça.

2 de outubro: A prefeitura de Bananeiras emitiu uma nota oficial informando o afastamento da vice-diretora da Escola João Paulo II, instituição de ensino.

3 de outubro: Familiares de Thiago prestam novos depoimentos a respeito do caso. Estiveram na delegacia a vice-diretora da escola da menina, que estava acompanhada de sua filha adolescente de 14 anos, bem como a irmã de Thiago.

 

T5

Compartilhe:
Pin Share

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.