Compartilhe:
Pin Share

O bombeiro paraibano Erickson Ignacio Alves Canuto, de 31 anos, morreu na madrugada desta segunda-feira (9) em um acidente após bater o carro que dirigia contra uma carreta, na BR-376, em Ortigueira, nos Campos Gerais do Paraná.

Erickson Canuto atuava no 5° Batalhão de Bombeiros, em Campo Mourão, no centro-oeste paranaense, era formado em Arte e Mídia pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) e já havia atuado na assessoria de comunicação do Treze Futebol Clube e do marketing do Clube Campestre, ambos em Campina Grande.

De acordo com a família de Erickson, ele começou a carreira na área humorística e, depois do início da pandemia de Covid-19, deixou o humor de lado e focou nos estudos até conseguir ser aprovado no concurso para o Corpo de Bombeiros do Paraná, onde assumiu em 2022.

“Começou a carreira como palhaço profissional. Se tornou comediante e estava se destacando. Na pandemia, parou e focou nos estudos. Passou no concurso para Bombeiro no Paraná e assumiu em agosto de 2022 e estava se preparando para o concurso de bombeiro na Paraíba, para voltar para cá”, disse Klauber Canuto, primo de Erickson.

Erickson estava casado com Allexia Canuto. Ela estava no carro com o bombeiro no momento do acidente e segue internada em estado grave. Segundo a família, Erickson havia se mudado para o Paraná há pouco mais de um ano, tinha se tornado bombeiro militar na cidade de Maringá, e vivia com a esposa e seu cão de estimação.

 

G1

Compartilhe:
Pin Share

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.