Compartilhe:
Pin Share

O paraibano Zenildo Oliveira, vice-prefeito de Sousa, no Sertão da Paraíba, era um dos brasileiros que estava em Israel no momento em que o país foi atacado pelo movimento islâmico armado Hamas, no início da manhã desta sábado (7). Zenildo estava acompanhado da esposa, Yohana Silveira, em Jerusalém, participando de uma peregrinação quando o país foi atacado.

Ao g1, Zenildo informou que o casal estava há cerca de sete dias em Israel, quando, por volta das 6h (horário de Jerusalém), foram acordados por sirenes de alarme de guerra na cidade de Jerusalém, onde estavam hospedados em um hotel da cidade. Os alarmes tocaram por cerca de duas horas seguidas, e, durante esse tempo, o casal tentava sair da cidade para voltar ao Brasil.

“Fomos acordados hoje às 6h da manhã com as sirenes de alarme na cidade de Jerusalém. Houve momentos de tensão na cidade. O hotel [onde o casal estava hospedado] não estava permitindo a saída”, disse Zenildo.

Para sair do hotel em Jerusalém, o casal contou com a ajuda de um intérprete que estava junto com o grupo de turistas, o qual o casal de paraibanos fazia parte, e após diálogo entre o intérprete e a direção do hotel foram liberados para sair. Do trajeto entre o hotel e o aeroporto de Jerusalém, Zenildo explica que era possível ver militares nas ruas e o clima de tensão crescer na capital israelita.

 

Compartilhe:
Pin Share

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.