Compartilhe:
Pin Share

O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) cassou, nesta segunda-feira (2), o mandato dos dois vereadores eleitos pelo Progressistas no município de Mari nas eleições de 2020. A decisão foi tomada em análise de recurso contra o Progressistas, acusado de cometer fraude de cota de gênero utilizando candidaturas femininas fictícias.

Como apurado pelo ClickPB, o Progressistas foi denunciado por Magdael Nascimento, candidato a vereador pelo PTB, e por Hozanete Dionízio, candidata a vereadora do PL.

Magdael e Hozanete alegaram, na denúncia, que as candidatas Mariane Guedes e Wanda do Posto não realizaram campanha eleitoral e não pediram votos para si. Além disso, Wanda do Posto teria votação zerada e, durante a campanha, pedido voto para o filho, também candidato, e que Mariane Guedes teve apenas um voto.

No julgamento de primeira instância, o juízo da 40ª Zona Eleitoral negou a denúncia, com entendimento de falta de provas. Com o resultado, Magdael Nascimento e Hozanete Dionízio recorreram ao TRE-PB.

Compartilhe:
Pin Share

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.