Compartilhe:
Pin Share

Maria Celeste de Medeiros Nascimento, condenada por planejar a morte do irmão na padaria da família em João Pessoa, deixou a prisão nesta segunda -feira (28). A Vara de Execuções Penais determinou a progressão da pena de 29 anos para o regime semiaberto. A morte de Marcos Antônio do Nascimento Filho aconteceu em 2016 durante um assalto forjado ao estabelecimento comercial.

Celeste estava presa desde o ano em que o crime aconteceu. Ela foi condenada por homicídio, roubo e falsificação de documentos. A sentença saiu em júri popular, em 2018, ocasião em que ela confessou o crime. A acusada ficou sete anos presa e conseguiu a progressão de regime por conta de remição de pena. Por ter trabalhado no Presídio Júlia Maranhão, onde estava detida, ela conseguiu reduzir 707 dias da pena. Para a mudança de regime é necessário o cumprimento de ao menos um terço da pena.

De acordo com a Lei de Execuções Penais, se o apenado trabalha ou estuda, a cada três dias ele consegue remir um dia da sua pena. Celeste começou a reduzir dias da pena em 2020, e a última decisão de remição, saiu em julho deste ano. A determinação de progressão de regime foi emitida pela juíza Andrea Arcorverde na sexta-feira (25).

Compartilhe:
Pin Share

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.