Compartilhe:
Pin Share

A empresa de segurança que o endereço foi alvo de uma operação da Polícia Federal (PF) na manhã desta quinta-feira (27), no município de Remígio, recebeu mais de R$ 150 mil de prefeituras paraibanas desde o ano da sua criação, em 2017. A informação foi obtida pelo ClickPB por meio de cruzamento de dados do CNPJ da empresa com informações obtidas no sistema do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB).

De acordo com o Sagres Online, os serviços foram contratados entre junho de 2018 e dezembro do ano passado com ao menos 13 municípios, totalizando R$ 162.295,00 de valor empenhando e  R$ 155.045,00 de pagamento. Segundo apurou a reportagem, os contratos foram prestação de serviço em diversas festas, a exemplo: São João, emancipação política e festas de Natal.

A empresa é acusada de oferecer serviços de segurança privadas, inclusive escolta armada, sem que a atividade fosse registrada e fiscalizada pela Polícia Federal.

Entre os munícipios que contrataram os serviços estão:

Serraria, Pilões, Pirpirituba, Remigio, Areia, Bananeiras, Guarabira, Esperança, Arara, Alagoa Nova, Algodão de Jandaíra, São Sebastião de Lagoa de Roça.

Compartilhe:
Pin Share

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.