Pastor é preso após tentar curar fiel de câncer no motel com sabão ‘consagrado’

Após prometer curar um suposto câncer de uma fiel de 23 anos, um pastor acabou preso na noite de segunda-feira (10 de julho), pelo crime de violação sexual mediante fraude, depois de levar a jovem e o filho dela, uma criança de colo, para um quarto de motel de Governador Valadares, na região do Rio Doce. No estabelecimento, o suspeito de 45 anos prometeu curá-la com um banho usando um ‘sabonete consagrado”.

A Polícia Militar (PM) foi acionada pouco depois das 23h até o estabelecimento, localizado no bairro Santa Rita, depois que a mulher conseguiu sair do quarto e ligou para o marido, que procurou a corporação. No motel, ela contou que frequenta a Igreja Batista Renovada Rosa de Saron e, em um dia de oração, o pastor teria dito que teve uma “visão” e revelou que a mulher estaria com um câncer.

Depois de anunciar a doença, o suspeito então teria dito que poderia curá-la por meio de um procedimento. No dia marcado para o “ritual”, a vítima entrou no carro do pastor e, em dado momento, ele teria entrado em um local desconhecido e estacionou o veículo, momento em que desceram do carro e entraram no quarto do motel.

Foi então que o pastor teria dito que o procedimento aconteceria da seguinte forma: a mulher deveria passar um óleo e um sabonete específico para a cura. Porém, antes de iniciar a “cura”, o homem decidiu tomar um banho, momento em que a vítima aproveitou para fugir enquanto o suspeito estava dentro do banheiro.