Delegado faz novas revelações sobre o caso Sophia

O delegado seccional de Bananeiras, Diógenes Fernandes, que comanda a investigação do caso Ana Sophia, afirmou nesta terça-feira (11) que alguém próximo à família da menina pode ser o responsável pelo desaparecimento da garota.

Ana Sophia Gomes dos Santos, de oito anos, está desaparecida desde o dia 4 deste mês, quando saiu de casa, no distrito de Roma, em Bananeiras, para brincar na casa de uma amiga.

O delegado contou que a polícia ainda trabalha com a hipótese de rapto, mas que com o passar do tempo vai sendo cada vez mais provável que o crime seja de homicídio com ocultação de cadáver.

Umas das linhas trabalhadas é de que o criminoso seja uma pessoa próxima, parente ou não, da menina e conheça e tenha a confiança dela. O tempo vai deixando a gente apto a trilhar por outros caminhos (homicídio). É uma das teses, mas não descartamos o rapto, pois a região é muito movimentada”, afirmou o delegado.

O delegado comentou sobre as diferentes informações colhidas nos depoimentos de familiares e vizinhos. Segundo ele, há desencontro de informações e a falta de imagens de câmeras complica a investigação.

“A polícia ainda não estabeleceu uma dinâmica [do desaparecimento], um itinerário da vítima, mas a investigação está bem encaminhada. Temos que seguir os passos e [resolver] desencontros em depoimentos”, falou o delegado Diógenes Fernandes.

 

 

Por Halan Azevedo