Vereadora cobra urgência na aprovação de projeto para garantir medidas de segurança em escolas de João Pessoa

A vereadora Eliza Virgínia do (PP), apresentou um projeto de lei, na manhã desta quinta feira (13), na câmara de vereadores de João Pessoa, que visa implantar dez medidas de segurança nas escolas e creches. Entre as medidas estão a instalação de câmeras de segurança, agentes armados e instalação do botão de pânico, além de outras ações para preservar a segurança dos estudantes e servidores.

Durante entrevista ao programa de rádio Arapuan Verdade, nesta quinta feira (13), a parlamentar destacou o projeto como essencial para garantir a segurança de todos no ambiente escolar. A vereadora solicitou urgência na tramitação de votação do projeto de lei na câmara de vereadores, no entanto, um vereador pediu vistas.

“Se tivéssemos implantado essas ações anteriores, teríamos evitado muitos ataques e morte em escolas pelo país, agora devemos adotar com urgência essas medidas. No momento, temos que aguardar uma tramitação de 72 horas úteis na casa. Vamos verificar qual é a comissão, solicitar qual vereador pediu vistas, que entregue imediatamente o projeto para que seja votado na comissão e encaminhado para próxima votação no plenário”, disse a parlamentar.

Confira as 10 medidas de segurança nas escolas:

1 – Contratação ou disponibilização de segurança armada nas escolas e creches, públicas e privadas.

2 – Livre acesso de qualquer agente de segurança pública nas escolas e creches em qualquer circunstância.

3 – Cadastramento do responsável do aluno para permissão de entrada e saída do aluno, sem a presença do mesmo.

4 – Confecção de carteiras de identificação de aluno, professores e funcionários da unidade escolar.

5 – Inspetores e monitores dentro do estabelecimento educacional.

6 – Instalação de alarmes sonoros e visuais de emergência.

7 – Instalação de detector de metais fixo.

8 – Instalação de câmeras de monitoramento, com armazenamento interno para gravações.

9 – instalação de botão de pânico, para acionar diretamente a polícia militar.

10 – treinamento anual para alunos, professores e funcionários, com atividades de simulação de atentados, incêndios, enchentes, brigas, entre outros.

 

Por ClickPB