Compartilhe:
Pin Share

O ex-presidente da Câmara de Vereadores de Cajazeiras, Marcos Barros, foi preso nesta quinta-feira (30) em João Pessoa. Segundo a Polícia Civil, Barros estava foragido da Justiça. O ex-vereador foi condenado a uma pena de oito anos e seis meses, em regime fechado, pela prática de estupro de vulnerável.

O ex-vereador foi preso pela equipe de policiais da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (DRACO), da Polícia Civil. Segundo informou o delegado Reinaldo Nóbrega, Marcos Barros estava em um edifício localizado no bairro Expedicionários, em João Pessoa.

Marcos Barros foi condenado pelo crime de estupro de vulnerável. Ele foi acusado de ter tido relações sexuais com uma adolescente de 13 anos de idade dentro da Câmara Municipal de Cajazeiras, no ano de 2012.

No ano passado, após passar por três instâncias judiciais, saiu a condenação do ex-vereador a mais de oito anos de reclusão, a serem cumpridos em regime fechado. Desde então, ele permanecia foragido.

O caso é acompanhado pelo ClickPB desde 2011, quando ganhou repercussão no cenário político da Paraíba. O ex-presidente da Câmara de Cajazeiras chegou a rebater as acusações, que começaram a ser repercutidas como anônimas. Em nota divulgada em 2011, Marcos Barros disse que seria impossível que os fatos denunciados estivessem acontecendo na Câmara de Cajazeiras, já que o prédio estava sempre aberto à população e contava com um grande número de funcionários. Ele ainda declarou que havia registrado Boletim de Ocorrência para buscar se desvincular às denúncias anônimas que estavam sendo feitas através das redes sociais.

 

Por Blog do Felipe Silva

Compartilhe:
Pin Share