Compartilhe:
Pin Share

A Polícia Federal na Paraíba, com o apoio da Delegacia da Polícia Federal de Bauru/SP, deu cumprimento a um mandado de prisão preventiva e dois mandados de busca e apreensão, expedidos pela Vara de Entorpecentes de Campina Grande.

A ação ocorreu em um condomínio de luxo na cidade de Bauru e o alvo é um grande empresário do ramo de armas do país, suspeito de fazer parte de um forte esquema que alimentava com armamentos, munições, apetrechos e explosivos várias quadrilhas especializadas em roubos a banco e tráfico de drogas na região nordeste. Os mandados foram cumpridos na residência e na loja do acusado.

Esta ação foi um dos desdobramentos da Operação Desmonte, deflagrada no último dia 09, após aproximadamente um ano de investigações da DELEPAT (Delegacia de Repressão a Crimes Contra do Patrimônio e Tráfico de Armas) da Polícia Federal da Paraíba.

Durante a primeira fase, foram cumpridos 17 mandados de prisão e 22 mandados de busca e apreensão nos estados da Paraíba, Pernambuco, Piauí, São Paulo e Paraná. Desta forma, a Operação Desmonte está sendo apontada como a maior operação de combate ao tráfico de armas da história do estado nos últimos tempos.

O início deste trabalho se deu após o aprofundamento da investigação do braço armado de uma quadrilha de assaltantes de bancos que havia migrado sua atividade ilícita para o tráfico de drogas.

Segundo o que foi apurado, os membros da organização criminosa movimentaram milhões de reais com essas transações ilegais, sendo uma parte desse valor, fruto das movimentações das armas dentro do território nacional, por vezes o armamento oriundo de outros países, com a ajuda de contrabandistas, armeiros, CACs e ainda com a participação de servidores públicos espalhados em vários estados da federação.

 

Por Blog do Felipe Silva

Compartilhe:
Pin Share