Compartilhe:
Pin Share

Quando nada mais parece surpreender na política brasileira em termos de criatividade de agentes públicos para auferir vantagens financeiras pelos métodos mais escusos possíveis, a cidade de Mulungu se torna palco de um escândalo completamente inédito: a venda fantasma de gados para a obtenção de financiamento do Banco do Nordeste.
O protagonista do escândalo é o candidato a prefeito pela oposição e presidente da Câmara de Vereadores de Mulungu, Marcos José de Araújo (Cidadania), mais conhecido por ‘Ninha de Poço de Pau’. Ele foi denunciado por agricultores que viram suas cabeças de gados serem “vendidas”, sem jamais terem saído do cercado. A primeira denúncia foi realizada ao Banco do Nordeste, responsável pelo financiamento, e a demanda foi parar no Ministério Público Federal.
Os animais eram, na verdade, vendidos apenas no papel e o documento usado como fundamentação para que os valores fossem pagos pelo Banco do Nordeste. Há a suspeita de que havia outros agentes públicos envolvidos no esquema, inclusive, um próprio funcionário do Banco do Nordeste que facilitava a liberação dos recursos.
A gerência do Banco do Nordeste de Guarabira responsável pelo repasse afirmou que já está apurando o caso e que se pronunciará no momento devido, tendo em vista que as denúncias foram repassadas para a matriz do banco, localizada em Fortaleza. Fontes ouvidas pela reportagem falaram em suposto afastamento do funcionário da instituição financeira suspeito de participar da “máfia da venda fantasma de gado”.
Além do MPF, a denúncia foi encaminhada também no Ministério Público da Paraíba (MPPB) e a Justiça Estadual deve entrar no caso.

Folha 01
Folha 02
Folha 03
Folha 04
Folha 05
Folha 06
Folha 07
Folha 08
Folha 09
Folha 10
 
POLÊMICA

Compartilhe:
Pin Share

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.