Dois homens são presos em Guarabira acusados de estelionato


Dois homens foram presos por policiais da Rotam do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar) nesta quarta-feira (11), em Guarabira, acusados de estelionato. A dupla, que usava camisas com o nome de uma empresa que não existe na cidade, vendeu extintores de incêndio a uma vítima, recebeu o dinheiro e não entregou o produto. 

Além disso, os dois  entregaram uma nota de compra em cujo endereço funciona uma empresa que vende produtos de combate à incêndio, mas o dono negou que eles trabalhem no local, inclusive ele já tinha prestado uma queixa na delegacia diante do número de pessoas que procurava o seu estabelecimento dizendo terem sido vítima da dupla. 

A vítima tinha procurado o endereço informado na nota e como desconfiou se tratar de um golpe, quando eles retornaram para receber o restante do dinheiro, chamou a polícia. A guarnição comandada pelo sargento Laelson esteve no local e prendeu os dois, que foram autuados em flagrante na delegacia.  Quando os vendedores retornaram ao estabelecimento cobrar uma quantia de R$ 250,00 (duzentos e cinquenta reais), a vítima solicitou o apoio policial. A guarnição da Rotam comandada pelo SGT Laelson compareceu ao local e prendeu os dois, que foram autuados em flagrante na delegacia.

OUTRAS OCORRÊNCIAS - Em Pilõezinhos, a guarnição do Destacamento local foi solicitada por um oficial de Justiça para dar cumprimento a um mandado de prisão expedido pela 6ª Vara Criminal de João Pessoa. A guarnição comandada pelo sargento Viera e o oficial de justiça se deslocaram até a residência do acusado, que foi localizado e conduzido para a delegacia, e em seguida, para o Presídio João Bosco Carneiro.

Na noite dessa terça-feira (10), em Cuitegi, a guarnição comandada pelo Cabo Aislan foi solicitada via linha direta para comparecer ao local onde estava um homem com sinais visíveis de embriaguez e, armado com uma foice, ameaçava populares. A guarnição foi ao local e constatou a veracidade do fato, então abordou o acusado e o conduziu para a delegacia. 

Nenhum comentário