Concurso INSS: Saiu o edital de remoção interna! e planejamento analisa 7.888 vagas para novo concurso


Ficam abertas até sexta-feira, 20 de julho, as inscrições para o processo seletivo de remoção aos servidores efetivos ocupantes de cargos de Nível Intermediário e Analista do Seguro Social de Qualquer Formação da Carreira do Seguro Social, em exercício nas Agências da Previdência Social – APS Convencionais, para APS Convencional diversa da atual.
Todas as vagas disponibilizadas neste processo de remoção serão destinadas exclusivamente às localidades/unidades, com previsão de vagas de Entrada.
Poderá participar do processo, o servidor ocupante de cargo de nível médio e do cargo de Analista do Seguro Social de Qualquer Formação, em exercício em APS Convencional com previsão de vaga (s) de SAÍDA presente no edital.
Para fins de participação neste processo seletivo será considerada a APS Convencional de exercício do servidor, no ato da inscrição, conforme dados registrados no Sistema Integrado de Administração de Recursos Humanos (SIAPE) de junho/2018.
O servidor ocupante de cargo de Nível Intermediário e Analista do Seguro Social de Qualquer Formação da Carreira do Seguro Social, que esteja exercendo função/cargo comissionado, em APS Convencional com previsão de vaga (s) de SAÍDA, poderá participar deste processo seletivo, desde que sua lotação de origem não seja em área meio ou em unidade de Município que tenha recebido vagas no concurso público realizado pelo INSS em 2015.
O Instituto Nacional do Seguro Social tem expectativa de divulgar a abertura de novo edital de concurso público (Edital Concurso INSS 2018/2019) em breve. Sem autorização, o presidente do INSS, Francisco Lopes, e o diretor de Gestão de Pessoas, Alexandre Guimarães, mostraram grande preocupação com o atual quadro de servidores da instituição.
O órgão enviou nota técnica ao Ministério do Planejamento solicitando o preenchimento de nada menos que 10.468 vagas. Do quantitativo solicitado, 7.888 vagas são para a abertura de novo edital de concurso público do INSS.

Nenhum comentário