Mulher faz selfie ao ser mantida refém na avenida Paulista, em SP


Uma bibliotecária de 60 anos rendida por uma mulher armada com uma faca nesta quinta (5) na av. Paulista tirou uma selfie do momento em que era mantida refém para enviar a uma psicóloga com quem teria uma consulta minutos depois.

Maria Anália da Conceição disse ao jornal O Globo que aproveitou para pedir dicas de como se acalmar no sequestro.

Como a agressora pedia que ela chamasse a imprensa, a bibliotecária disse que fingiu pesquisar números em seu celular e aproveitou para trocar mensagens com a psicóloga.

O ataque ocorreu em um ponto de ônibus em frente à Fundação Cásper Líbero, pouco depois das 12h. A agressora, de 47 anos, foi presa após pegar Conceição de forma aleatória.

Enquanto fazia a bibliotecária refém, a mulher dizia aos PMs que só queria aparecer na mídia. Quando emissoras de televisão chegaram ao local, às 13h, ela soltou a vítima e foi detida pelos policiais.




Fonte: Folha

Nenhum comentário