Maranhão em indireta para Cartaxo: “Muita sede ao pote pode até matar afogado”


O senador e pré-candidato ao Governo do Estado José Maranhão (MDB) não poupou palavras para criticar a união das oposições e atacar as atitudes do prefeito de João Pessoa Luciano Cartaxo (PSD). As declarações foram dadas durante entrevista a uma rádio de Campina Grande na noite da sexta-feira (27).

“As ditas oposições, que ainda não se constituíram porque precisava ter uma reunião formal. Houve uma tentativa de reunião agora no PSDB, que pretendia fazer a antecipação dessa decisão e ninguém menos que o prefeito de Campina Grande disse que “não, não pode ser a escolha de um candidato agora”. A eleição é em outubro. As convenções apenas em agosto. Então quem quiser ser candidato tem que ter paciência. Para quê tanta sofreguidão, tanta sede ao pote? Vamos devagar, minha gente. Muita sede ao pote pode engasgar, né? Pode até matar afogado”, afirmou Maranhão – ao que muitos acreditam, fazendo alusão a Cartaxo.



O senador paraibano deu a entender ainda que a oposição poderia não ter apenas um nome na disputa em outubro.


“Agora a pergunta é: que oposição? Porventura o MDB, PSDB e PSD já se reuniram alguma vez para determinar isso, que só tem que ter só um candidato e que esse candidato é fulano? Será o ungido? O ungido pelos deuses, pelos pais da pátria? Não. Isso é uma conversa que não agrada a consciência cívica, democrática e independente do povo da Paraíba. Não faz mal que dos partidos ditos de oposição saia mais que um candidato”, disse.


Maranhão declarou que se mostra pré-candidato desde março de 2017, e que inclusive durante a reunião da Executiva Estadual que chancelou sua pré-candidatura, o vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Junior (MDB), que defende Cartaxo como candidato das oposições, estava presente e assinou o livro de ata com a decisão da pré-candidatura do experiente emedebista



Blog do Gordinho

Nenhum comentário