Abraçado ao filho baleado, pai corre pelas ruas pedindo socorro, mas garoto morre no Trauma

Um adolescente foi morto a tiros na noite desta quinta-feira (14), na Comunidade de Baleado, em Cruz das Armas, zona oeste de João Pessoa. A vítima foi identificada como Joedson Ferreira Santos, de 17 anos. Ele foi atingido por cinco disparos e socorrido pelo pai em carro particular para o Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena.

O carro chegou a quebrar a caminho do hospital e o pai da vítima tentou parar até um ônibus para pedir ajuda. Uma pessoa ofereceu carona e eles seguiram para o Trauma escoltados por uma viatura policial que encontraram no trajeto. O adolescente chegou a dar entrada no pronto socorro, mas não resistiu e veio a óbito.

Com a camisa cheia de sangue, o pai revelou que o filho não tinha envolvimento com o crime, e ainda sem saber que o filho tinha morrido disse que não lavaria a camisa ensanguentada caso o adolescente morresse.

“Não vou lavar essa camisa se meu filho morrer, é sangue do meu filho”, disse aflito.

Suspeitos

A polícia recebeu a informação que o suspeito de cometer o crime estaria na praça Bela Vista, no bairro dos Funcionários, também na capital paraibana.

A equipe da Força Regional foi enviada ao local e deteve dois rapazes que condiziam com as características da denúncia. Eles foram encaminhados para a Central de Polícia para prestar depoimento.

A prisão foi feita pelo Sargento Auricio da Força Regional, o jovem não confessou o crime. A polícia segue com as investigações.






PbHoje

Nenhum comentário