Polícia apreende 200 cartões do Bolsa Família com suspeito de tráfico na PB


A Polícia Civil da Paraíba, por meio de um trabalho investigativo realizado pela 15ª Delegacia Seccional, com sede na cidade de Patos, desencadeou nesta terça-feira (26), com o apoio da Polícia Militar, a ‘Operação 197’, com o propósito de combater os crimes de tráfico de drogas, de homicídios e patrimoniais, no Sertão do Estado.

A Operação contou com 90 policiais civis e militares e ainda 25 viaturas policiais. O objetivo foi cumprir 20 mandados de busca e apreensão expedidos pela 6ª Vara Criminal de Patos. 

Acompanhe o Bananeiras Online também pelo twitter, facebook, instagram e youtube

O trabalho resultou na apreensão de 27 caixas de cigarros contrabandeados e 31 munições de calibres diversos, material encontrado na residência do empresário Marcos Antônio Ribeiro, de 61 anos, conhecido por ‘Marcos de Mãe D’água’.

Na ação, também foram apreendidos duas espingardas de calibre indefinido, um rifle calibre .22 e uma pistola calibre .380, esta última com sete munições intactas, além de 200 cartões bancários de benefícios governamentais (Bolsa Família).

O material foi encontrado na residência do empresário Romero Lourenço da Costa, de 50 anos.

De acordo com os policiais, durante os cumprimentos dos mandados ainda foram apreendidos meio quilo de maconha em tabletes e em porções prontas para venda, além de uma balança de precisão e embrulhos.

Foram encontrados também uma quantia em dinheiro encontrado na residência do casal Tamara Pereira dos Santos, de 29 anos e Genilson Tadeu dos Santos, de 39 anos. Houve também o recolhimento de uma espingarda calibre 12 com munição.

Todo material apreendido e os suspeitos foram conduzidos para a 15ª Delegacia Seccional, com sede em Patos, para a lavratura dos procedimentos policiais correspondentes, sendo os presos encaminhados ao Presídio local.

Os materiais apreendidos, os cigarros contrabandeados representam o montante de aproximadamente R$ 30 mil, e os cartões bancários apreendidos em torno de R$ 100 mil.







MaisPB