“Que pague pelos seus atos”, desabafa tia do menor acusado de matar Pe. Pedro


Ao tomar conhecimento da prisão do sobrinho como réu confesso do assassinato do padre Pedro Gomes Bezerra em Borborema, Willanilza Gonçalves desabafou nas redes sociais dizendo que o fato é mais uma vergonha para a família.

Em tom de revolta, Willanilza reconhece que o adolescente tinha conduta questionável. “Com 15 anos já fazia e acontecia”, escreveu.

De acordo com o delegado Diógenes Fernandes, o adolescente foi apreendido no município de Arara, onde estava escondido, e confessou o crime. O menor confirmou a participação de uma segunda pessoa, que seria um homem de 18 anos, suspeito de segurar o padre para que ele pudesse desferir as 29 facadas.

O sacerdote foi encontrado morto dentro de casa na manhã da quinta-feira (24/8).











ManchetePB