Criminosos levaram R$ 550 em moedas em assalto na Prefeitura


Os criminosos que atacaram um carro-forte no estacionamento da Prefeitura do Rio de Janeiro, no Centro, levaram um malote com R$ 550 em moedas. A informação é do comandante do 4º Batalhão (São Cristóvão). Os homens entraram no local com um carro que tinha um adesivo que permitia a entrada, e já esperavam a chegada dos seguranças. Dois homens ficaram feridos na ação dos criminosos. Os dois feridos estão em estado estável. Um passa por uma cirurgia ortopédica por conta de uma fratura no braço e o outro, que levou um tiro na perna esquerda, segue internado.

Policiais apreenderam 12 carregadores de fuzil no local e um artefato feito com pregos, usado para furar pneus, conhecido como 'Miguelito'.

“Os bandidos agiram com uma audácia impressionante, eram quatro criminosos em um carro roubado, com placa falsa com permissão de estacionamento da prefeitura. Eles com certeza sabiam da dinâmica de chegada do carro forte, porque chegaram antes do carro e ficaram esperando para a abordagem“, destacou o comandante Mauro Fliess, do 4ºBPM.
Segundo vigilantes, houve perseguição e troca de tiros com os criminosos. Os funcionários do Centro de Operações relataram momentos de pânico e precisaram se abaixar para fugir dos tiros.

De acordo com a Prefeitura do Rio, cinco homens armados renderam dois vigilantes que estavam num carro forte para abastecer os caixas eletrônicos do prédio anexo do Centro Administrativo São Sebastião.

"Os seguranças da empresa reagiram, um foi baleado no braço e outro na perna e encaminhados para o hospital Municipal Souza Aguiar. A Guarda Municipal acionou as Polícias Militar e Civil que já estão no local", esclareceu a nota.

Em nota, a Prefeitura do Rio também disse que o carro encontrado pela polícia e que teria sido usado pelos criminosos não faz parte da frota do município e o cartão de autorização do estacionamento foi falsificado.

A Prefeitura do Rio afirmou ainda que a Secretaria Municipal de Ordem Pública vai incrementar o sistema de câmeras que já existe no local e solicitar a Polícia Militar o reforço no policiamento na região.

Uma testemunha que flagrou o crime contou ao G1 que o carro dos criminosos já estava no estacionamento quando o carro-forte chegou.

“Tinha um carro dentro do estacionamento já esperando o carro-forte. Depois que teve o tiroteio eles saíram”, destacou a testemunha.

Segundo pessoas que circulam pelo local, quem passa pela região corre o constante risco de assaltos.

“Aqui não está tranquilo. Nem aqui e nem ao lado do Metrô da Cidade Nova. Há uns 15 dias, do lado da Prefeitura, teve um tiroteio na Avenida Presidente Vargas”, explicou uma pessoa que costuma andar pela área.

A imagem de um tiro em uma das vidraças após o crime foi flagrada pelo G1.