Vereador é cassado por quebra de decoro parlamentar na PB


O mandado do vereador Roberto Rodrigues da Silva (PCdoB) foi cassado em sessão da Câmara Municipal de Pedra Branca, no Sertão do Estado, nesta segunda-feira (29). Os vereadores decidiram pela cassação com o placar de 7 a 1.

Beto é acusado de quebrar o decoro parlamentar em duas ocasiões, sendo a primeira ainda no seu discurso de posse no início do ano. A segunda ocasião em que o decoro parlamentar foi quebrado aconteceu em uma sessão extraordinária no dia 30 de janeiro. 


A denúncia contra o vereador foi formalizada pelo Partido da República (PR), que é presidido pelo prefeito da cidade, com quem Beto não mantém um bom relacionamento. No dia 25 de fevereiro a Câmara acatou a denúncia de quebra de decoro e formou uma comissão processante composta pelos vereadores José Dantas (Presidente), Jaildo Teotônio (Relator) e Ubiratan Floretino (Membro).

De acordo com informações, o vereador Beto deve recorrer à Justiça para tentar anular a decisão da Câmara de Pedra Branca.

Beto foi o sétimo mais votado entre os nove eleitos e conseguiu 193 pela coligação “Por Amor a Pedra Branca”. Para a vaga de Beto deverá ser convocado o primeiro suplente da coligação, Edvanildo Paz de Sousa (PSDB), com 146 votos. 

Com ClickPB