Preço de exame toxicológico faz motoristas desistirem de tirar CNH


A obrigatoriedade do exame toxicológico para retirada e renovação das carteiras de habilitação para motoristas das categorias C e D tem causado transtornos em quem dirige caminhões e vans. O problema é que o exame custa, em média, R$ 300, e muitos condutores não têm condição de arcar com o teste.

Em 2015 foi aprovada a lei 13.103/15 que alterou o Código Brasileiro de Trânsito (CTB), estabelecendo a obrigatoriedade do exame toxicológico para a renovação das habilitações, como também para a retirada das carteiras tipos C e D, que são específicas para condutores de caminhões e vans que exercem atividade remunerada. O exame detecta se o motorista faz uso de substâncias entorpecentes e, se for positivo, o condutor fica impedido de trafegar e só poderá realizar o teste novamente após 90 dias. Já quem for aprovado segue para o Detran e pode renovar a habilitação ou dar entrada na carteira do tipo requisitado.











Portalcorreio