Cássio pediu caixa 2 e Ricardo teria recusado privatizar Cagepa diz delator, vídeo

Trecho de vídeo em que o ex-executivo da Odebrecht, Fernando Reis, relata detalhadamente como se deu o processo de consolidação de repasse de R$ 800 mil reais ao então candidato Cássio Cunha Lima, em 2014, por meio de caixa 2 e com compromisso de Participação Público Privada (PPP) na área de saneamento - implicaria em privatizar a Cagepa.

O delator afirma que conversou também com o governador Ricardo Coutinho em 2011, mas este se recusou a implementar a privatização.

"No decorrer da campanha de 2014, o então diretor nosso, Alexandre Barradas, foi procurado pelo senador Cássio Cunha Lima que era candidato a voltar ao governo da Paraíba. O senhor Cássio Cunha Lima chamou o senhor Alexandre Barradas para uma reunião no gabinete dele e pediu uma contribuição de campanha, em caixa 2. Os dois acordaram o valor de R$ 800 mil reais e eu autorizei", afirmou Reis.





Com wscom