Secretário rebate deputado e diz que governo não prejudica agricultor na PB


O Secretário de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca da Paraíba, Rômulo Montenegro, rebateu, neste sábado (18), declarações do deputado federal Benjamin Maranhão (SD), que a gestão tenha prejudicado 31 mil agricultores por não realizar aporte ao Fundo Garantia-Safra relativo ao ano de 2016.

De acordo com o secretário, o  Estado investiu no Garantia Safra em duas regiões R$. 9.300.000,00 e tem disponibilizado os extensionistas através da Emater para produzir o laudo de perdas das lavouras correspondentes aos agricultores beneficiários do Seguro Safra.

“Todo o trabalho de levantamento das ocorrências decorrentes da seca que culminaram por levar a frustração da safra dos agricultores familiares é feito pelo Estado da Paraíba. A partir deste levantamento o Estado investe a sua cota de responsabilidade no Fundo do Garantia Safra na ordem de quase 10.000.000 (dez milhões de reais)”, afirmou.

Ainda segundo o secretário, os agricultores familiares beneficiários deste seguro recebem sementes de milho, feijão e sorgo. Nessa questão, já foram investidos mais de R$. 7.000.000,00 (sete milhões de reais).

“Se não houvesse o investimento no fornecimento do insumo para produção não haveria perdas e óbvio que os agricultores não fariam jus ao seguro da lavoura”, afirmou.






MaisPB