Polícia prende ex-inspetor de escola suspeito de estupro de vulnerável na PB


A Polícia Civil da Paraíba, por meio da 5ª Delegacia Distrital da cidade de Bayeux na grande João Pessoa, em parceria com a Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Infância (DRCCI) de Campina Grande no agreste paraibano, em mais uma ação de combate à pedofilia, deu cumprimento na tarde dessa terça feira (07), ao mandado de prisão, expedido pela Comarca Criminal da Capital em desfavor do auxiliar de serviços gerais, Isaias de Moura Cesário, 26 anos.

Isaias já é condenado em definitivo pelos crimes de estupro de vulnerável (art. 217-A do CPB) e registro de cenas de sexo explícito com adolescentes (art. 240 do ECA). O fato se deu no ano de 2011 quando o investigado era inspetor de escola pública. Na época a polícia descobriu  que o abuso foi praticado contra uma aluna. O crime teria sido filmado por uma terceira pessoa, o que gerou bastante repercussão na cidade de Bayeux.


Desde 2016 Isaias estava sendo procurado pela polícia e depois de várias diligências os agentes de investigação conseguiram encontrar o suspeito na casa dele, localizada na Rua José Lira na cidade de Bayeux. Ele não resistiu à prisão. Isaias foi encaminhado para a delegacia para ser ouvido e em seguida foi levado para o Instituto de Polícia Científica para ser submetido ao exame de corpo de delito. Isaias vai aguardar na Central de Polícia no Geisel pela audiência de custódia.     


O delegado Diego Garcia, titular da 5ª Delegacia Distrital disse que a prisão do investigado é um alerta. “È importante que a população entenda que a pratica de atos sexuais ou libidinosos com menores de 14 anos de idade, independente do consentimento destes, constitui em crime gravíssimo, punido com até 15 anos de reclusão”, concluiu a autoridade policial.




 com Assessoria