Organização criminosa é desarticulada pela Polícia no Agreste da PB


Quatro homens foram presos na manhã desta quinta-feira (9) no município de Riacho de Santo Antônio, no Agreste paraibano, durante a Operação Sufrágio da Polícia Civil. O grupo é suspeito pelo duplo homicídio ocorrido no mês de outubro de 2016 na região, em que foram vítimas: Carlos Henrique Rodrigues Matias e José Carlos da Silva. As mortes teriam ocorrido por divergências políticas. 

Na operação realizada por policiais da 11ª Delegacia Seccional de Queimadas/Núcleo de Homicídios de Queimadas, e da Delegacia de Riacho de Santo Antônio foram presos temporariamente:  Adailton Vagner Ferreira Gomes, Nagib Janio Pereira Silva, Acioly Cleiton Ferreira da Silva e Cícero Macedo Alves, este último conhecido por Jesus de Canudos.  

Na oportunidade também foram apreendidas três armas e vasta munição de diversos calibres, bem como efetivado quatro mandados de busca e apreensão.


A Operação Sufrágio foi realizada no município de Riacho de Santo Antônio, sendo resultado de uma investigação minuciosa de um duplo homicídio e recebeu a denominação de Sufrágio pelo fato do crime ter ligação com brigas políticas no período que antecedeu o pleito municipal de 2016, naquele município. 

Os presos foram encaminhados para prestarem depoimentos e em seguida serão levados para Audiência de Custódia.

Duplo homicídio - Os jovens Carlos Henrique Rodrigues, de 23, que morava na Rua Padre Inácio, em Riacho; e José Carlos da Silva, 20 anos, que morava no assentamento “Novo Campo”, em Barra de São Miguel, foram executados com vários disparos nas costas e cabeças. As vítimas estavam em uma moto e foram executados em cima dela; nada foi roubado. Como as vítimas não tinham histórico de problemas com a Justiça, a polícia a utilizar várias linhas de investigação, dentre elas a conotação política. 

ClickPB