Em 2016, mais de 5 pessoas foram assassinadas por dia no Rio Grande do Norte


O relatório divulgado pela Câmara Técnica de Mapeamento de CVLI do Rio Grande do Norte, através da Coordenadoria de Informações Estatísticas e Análises Criminais (COINE) da Secretaria Estadual de Segurança Publica e Defesa Social (Sesed) apontou, no último dia 19 de janeiro, os números finais dos assassinatos cometidos em todo estado durante o ano de 2016.

Segundo os dados divulgados através do relatório, o Rio Grande do Norte somou, ao final do ano passado, nada menos do que 1.980 assassinatos, um número que representa aumento de 18,8% do índice se comparado à 2015, quando 1.667 homicídios foram cometidos em todas as regiões do estado. Dos assassinatos cometidos no último ano, 1.873 foram de homens e 102 de mulheres, além de outros 5 que aparecem com gênero ‘ignorado’.

Se o índice de homicídios de 2016 for dividido pela quantidade de dias que o ano teve (366, por se tratar de ano bissexto), o cálculo aponta que o Rio Grande do Norte teve, ao longo do ano passado, cerca de 5,4 assassinatos diariamente. Em 2015, esta mesma operação matemática apontava que o RN teve 4,5 assassinatos por dia. Ou seja, num intervalo de um ano, o estado teve aumento de quase 1 pessoa sendo morta a cada dia.

Em Natal, cidade que somou 563 assassinatos em 2016, a maioria deles foram cometidos na Zona Norte, que teve 235 ao todo, representando um índice de 41,7%; a Zona Oeste vem em seguida, com 209 homicídios e apresentando índice de 37,1%; em terceiro, aparece a Zona Leste, com 78 assassinatos e 13,9% do total de Natal; logo depois, na última posição, aparece a Zona Sul, com 39 homicídios e 6,9% dos números gerais da capital.





agorarn